quinta-feira, julho 25, 2013

Quando o Corpo Reage!

Fonte : https://www.facebook.com/photo.php?fbid=396210910480100&set=a.266135843487608.43775.265943950173464&type=3&theater

Li este texto na Página da FisioQuantum no Facebook (link acima).
É Uma Grande verdade e um Grande alerta para cuidarmos mais da Nossa Alma, das nossas Dores Internas, dos nossos Medos, daquilo que sentimos e muitas vezes não nos permitimos observar. Nosso Corpo vai reagir de acordo com os nossos cuidados, da forma com que lidamos com aquilo que acontece além do que enxergamos ou que não queremos enxergar.


Vale Refletir!

"A enfermidade é um conflito entre a personalidade e a alma. O resfriado escorre quando o corpo não chora. A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições. O estômago arde quando as raivas não conseguem sair. O diabetes invade quando a solidão dói. O corpo engorda quando a insatisfação aperta. A dor de cabeça deprime quando... as duvidas aumentam. O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar. A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável. As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas. O peito aperta quando o orgulho escraviza. A pressão sobe quando o medo aprisiona. As neuroses paralisam quando a "criança interna" tiraniza. A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade. Os joelhos doem quando o orgulho não se dobra. O câncer mata quando não se perdoa e/ou cansa de viver. E as dores caladas? Como falam em nosso corpo? A enfermidade não é má, ela avisa quando erramos a direção.


O caminho para a felicidade não é reto, existem curvas chamadas Equívocos, existem semáforos chamados Amigos, luzes de precaução chamadas Família, e ajudará muito ter no caminho uma peça de reposição chamada Decisão, um potente motor chamado Amor, um bom seguro chamado Determinação, abundante combustível chamado Paciência. Mas principalmente um maravilhoso Condutor chamado Inteligência."
abraço,
Luís Guilherme Campos Santos


sábado, junho 22, 2013

Eu quero é SER FELIZ !


Eu quero acordar e sentir que há vida correndo... Como se fosse uma locomotiva que me leva pra algum lugar, mesmo que não saiba para aonde, mas não permite mais ficar na inércia.
Sem expectativas e quem sabe assim as novidades sejam gratificantes a ponto de me surpreender.

Temos que parar de querer entender os por quês e simplesmente viver, se entregar, experimentar.
Eu não quero algemas e experimentos que me faz refém e me afasta de minha essência, eu não quero mais mentir o que eu espero, assim como não me sacrificarei mais pelo que não acredito.
Eu não quero viver o insano e sofrer por coisas que talvez nem existissem só pelo fato de achar ou interpretar de forma errada ou não alguma situação.

Se alguém tem que sofrer pela dúvida esse alguém não serei mais eu.
Eu quero a paixão sim, mas com confiança,  com estabilidade emocional, sem posse e sem medos.

Eu quero acordar e perceber que ainda existo e que a vida pode ser tão ou mais prazerosa do que imaginava.
Eu quero é Ser Feliz!

Luís Guilherme Campos Santos

Depende de Mim

Não conseguimos viver bem e usufruir de bons momentos a todo instante.
A vida é composta de diversos momentos onde cada instante corresponde a uma entrega, uma experiência, um instante novo.
Nós somos responsáveis por positivar todos os instantes em que vivemos.
As dores do mundo estão aí... Podemos nos frustrar com uma experiência ou podemos aprender algo e tirar algum ensinamento de uma situação difícil.
Somente Eu é que posso delimitar minhas experiências e faze-las valer a pena ou não.
Se conseguir tirar algum ensinamento, mesmo que através da dor, terei extraído  então um ensinamento. Se não conseguir aprender nada certamente viverei somente mais uma experiência que me fez sofrer.
Mas o bom da vida é que conseguimos sempre, de alguma forma, transformar e compreender mesmo que com o passar do tempo e aquilo que parecia infértil e sem sentido pode tornar-se em um grande aprendizado.
Hoje reflito muito sobre muitas coisas que fiz de forma errada, até ações bem intencionadas e mal interpretadas ou como quando fazemos a mea culpa, entendo que foram mal elaboradas.
Mas viver é um eterno aprendizado onde não cabe espaço nem tempo para a dor. O tempo passa de forma tão rápida que nos surpreende o quanto o deixamos passar sem aprender e conquistar nada, nem a nós mesmos.
Eu tenho que ser o centro das minhas conquistas, o ponto de excitação das minhas relações, a parte boa das minhas vitórias, pois é pela minha vida e pela minha felicidade que acordo todos os dias.
Positivar as experiências difíceis e buscar sempre um aprendizado, mesmo que através dos erros, é a missão de cada um de nós na busca incessante pelo que mais almejamos que é a vivência da verdadeira felicidade.
Busque o aprendizado, observando melhor as suas experiências e Seja feliz!
Abraço,
Luís Guilherme Campos Santos