sábado, dezembro 03, 2011

Aquilo que não me Mata, só me Fortalece

Lí há pouco um verso sobre a Ausência que diz : “Sinto cheiro de saudade, de ausência...e cheia da falta da tua presença, exígua de mim, te carrego no peito.”Mila Lopes no Blog Pensamentos da Mila ( http://imagesandphrases.blogspot.com ).

Interessante esta capacidade de identificar uma dor e transportá-la através das palavras, dos gestos, da dança, da música, das artes em geral. Esta é uma característica mais marcante nas pessoas “menos racionais” ou se preferir “mais emocionais” tem de expressar e dissipar algo que está vivendo.

O Exercício de transcrever uma alegria ou uma dor favorece àquele momento um enfoque especial e eterniza um instante da vida como se ele fosse único.

E como conseguimos identificar estes momentos especiais de nossa vida, se estamos muitas vezes envoltos em um sentimento que não nos propicia enxergar muitas vezes o que está acontecendo em nossa vida?

É fato que todo pico de emoção estimula um processo de criação, seja ele um grande projeto executivo ou a composição de uma música. Nada nasce com verdade e envolvimento de seu criador se não existir uma emoção por trás impulsionando aquela ação.

Viver cada momento de nossas vidas é muito importante para que nenhum resquício preserve-se oculto e assim venha a trazer sensações desconhecidas e inexplicáveis que podem atrapalhar outro momento independente de sua vida.

Para exemplificar melhor, o que vivemos hoje deve ser vivido inteiramente e intensamente. A intensidade da dor de uma perda deve ser vivida para que esta perda não venha a ter maltratar no futuro, não gere frustrações e dores que são pertinentes a este momento que vive.

Uma separação conjugal se não bem digerida pode transformar a pessoa que se separou e torná-la resistente a experimentar outras relações. Este momento de viver o Luto é muito importante.

Mas todo este rodeio veio prá dizer que podemos fazer deste Luto, deste momento um momento criativo e que certamente pode ajudar a aceitar, compreender e superar a dor existente.

Transforme em Arte tudo aquilo que te sobra e transborda muitas vezes do teu peito e nem sempre você entende por que está ai, mas está e quase sempre é inevitável. Canalize esta emoção e dilua com a arte a dor que muitas vezes te impede de viver.

Quero encerrar este tema reproduzindo a célebre frase de Friedrich Nietzsche “Aquilo que não me Mata, só me fortalece”. Viva cada momento da sua vida na busca de aprimorar e fortalecer a sua essência.

Experimente compreender e superar as dificuldades e entenda as lições que ela pode te trazer.

Viva intensamente o Hoje e Seja Feliz!

Sds,

Luis Guilherme Campos Santos

6 comentários:

Marga disse...

Que Lindo Luis, você é especial mesmo.

Beijos

Margareth

Rosangela disse...

Fortes, cada vez mais e sempre mais fortes!

Beijo,

Marcelo disse...

Luis,

Muito importante viver o momento de maneira intensa, muitas coisas acontecem e se repetem pq a gente se condiciona e busca sempre aquilo que não resolveu direito dentro da gente.

Muito Bom.

Abraço,

Marcelo

Flor de Lótus disse...

Oi,Luis!Desculpe a demora em retribuir sua visita.
Realmente é preciso viver o dia de hoje da melhor forma poss´viel afinal é a única coisa que verdadeiramente temos.
Beijosss

Luna Sanchez disse...

E é sabido que aquilo que nos motiva, impulsiona e inspira diz muito sobre nós, talvez mais até do que o próprio produto, do que o resultado da motivação.

=)

Gostei.

Um beijo.

Rosangela disse...

Luis,

Lindo texto, consegue sempre envolver e trazer situações que me identifico e me faz pensar.
Lindo Blog da Mila também, sensível e inspirador.

Beijos,