quinta-feira, outubro 14, 2010

Manuel


Azul é o céu,

Que embeleza o papel,

E roda feito um carrossel,

No coração do Manuel,

Que conheceu o arranha-céu,

E hoje vive baruel,

Buscando gana pro pastel,

Pois o que tinha tomou mel,

E faltou coragem para o véu,

Ah coitadinha da Bebel,

Que chora feito Rapunzel,

E hoje guarda o anel,

Com a esperança de que o céu,

Mande o anjo Gabriel,

Tocar o pobre Manuel,

Quem sabe prove do seu fel,

E que comece a ser fiel,

Prá assinarem o papel,

Comemorar Lua de Mel,

E ter Joana ou Joel,

E cantar samba e cordel,

Por que Azul é o Céu,

E Sábio é o Manuel.

2 comentários:

Lah... disse...

ótimo!!!!

Thati disse...

Muito bom, amei !